Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
12

12 conselhos de Gabriel Gárcia Marquez para escritores

Em 1981, um ano antes de receber o Prêmio Nobel de Literatura, Gabriel García Márquez concedeu uma longa entrevista para a revista The Paris Review, onde dialogou, entre outras coisas, sobre aspectos de sua escrita e carreira, revelando até segredos de como encontrava o seu estilo, uma das características mais ressaltadas de sua produção literária. 

Gabo escreveu livros que se tornaram grandes clássicos da literatura mundial como o bestseller Cem Anos de Solidão (1967) com a família Buendia, o amor de Florentino Ariza e Firmina Daza em O Amor nos Tempos do Cólera (1985), além dos romances também navegou no jornalismo literário com Crônica de uma morte anunciada (1981) e Relato de um Náufrago (1970) e nos contos com A Incrível e Triste História de Cândida Eréndira e sua Avó Desalmada (1972). Já em 2002 resolveu contar a sua própria história no livro Viver Para Contar.

Confira os doze conselhos de Gabriel García Marquez para escritores.




1. Escreva sobre o que você sabe.


"Se eu tivesse que dar conselhos a um jovem escritor, eu diria a ele para escrever sobre algo que aconteceu com ele. Pablo Neruda tem uma frase em um poema que diz: "Deus me livre de inventar coisas quando estou cantando." Sempre me diverte que o maior elogio para o meu trabalho vem daqueles que acreditam que eu exibo minha imaginação, enquanto a verdade é que não há não há uma única linha em todo o meu trabalho que não tenha base na realidade."

2. Inspire-se na vida.


"A vida em si é a maior fonte de inspiração e os sonhos são apenas uma pequena parte dessa torrente que é a vida. O que é muito verdadeiro sobre a minha escrita é que estou muito interessado nos diferentes conceitos de sonhos e interpretações deles. Eu vejo os sonhos como parte da vida em geral, mas a realidade é muito mais rica." 
"Como não sou um grande intelectual, encontro meu passado em coisas da vida cotidiana, na vida e não em obras-primas."


3. Mantenha contato com a realidade



"Ao tentar incorporar a realidade você pode perder o contato com ela, é uma torre de marfim, como dizem. O jornalismo é uma boa defesa contra isso. É por isso que sempre tentei continuar fazendo jornalismo, porque me mantém em contato com o mundo real."

4. Confie na sua intuição


"A intuição, que também é fundamental para escrever ficção, é uma qualidade especial que ajuda você a decifrar o que é real e sem a necessidade de conhecimento científico ou qualquer outro tipo especial de aprendizado... É uma maneira de ter a experiência sem ter É basicamente o oposto do intelectualismo, que é provavelmente o que eu mais odeio no mundo, no sentido de que o mundo real se torna uma espécie de teoria inabalável. A intuição tem a vantagem de ser ou não ".

5. Encontre o tema certo e o jeito certo de tratá-lo


"Um vai em busca de inspiração, sejam quais forem as circunstâncias. É uma palavra muito explorada pelos românticos. Meus camaradas marxistas têm grande dificuldade em aceitar essa palavra (inspiração), mas, seja como for que você a chame, estou convencido de que é um estado mental especial em que se pode escrever com grande facilidade e isso faz as coisas fluírem. Todos os pretextos desaparecerão. Esse momento e estado de espírito surgem quando você encontra o tema certo e a maneira correta de tratá-lo. E tem que ser algo que você realmente gosta, porque não há trabalho pior do que fazer algo que você não gosta."

6. Encontre o tom necessário


"Eu tinha uma ideia do que sempre quis fazer, mas faltava alguma coisa, e não sabia o que era, até que um dia descobri o tom certo - o tom que finalmente usei em Cem Anos de Solidão. Foi baseado no jeito que minha avó costumava me contar histórias. Ele relatou coisas que soaram sobrenaturais e fantásticas, mas contou-as com absoluta naturalidade. Quando finalmente descobri o tom que deveria usar, sentei-me para trabalhar todos os dias durante 18 meses."

7. Preste atenção na técnica


"Nas primeiras histórias que escrevi, tive uma ideia geral do clima, mas me deixei levar pelo acaso. O melhor conselho que me foi dado desde o início foi que não havia problema em trabalhar dessa forma enquanto eu era jovem, porque tinha uma torrente de inspiração, mas se não aprendesse a técnica, teria problemas mais tarde, quando a inspiração se fosse e a técnica fosse necessário para compensar isso. Se eu não tivesse aprendido isso a tempo, não seria capaz de esboçar uma estrutura antes. A estrutura é um problema puramente técnico e, se você não a aprender cedo, nunca a aprenderá."

8. O primeiro parágrafo é o mais importante


"Uma das coisas mais difíceis é o primeiro parágrafo. Eu passei meses no primeiro parágrafo, e uma vez que eu entendi, o resto flui facilmente. No primeiro parágrafo você deve resolver a maioria dos problemas em seu livro. O tema é definido, o estilo, o tom. Pelo menos no meu caso, o primeiro parágrafo é uma espécie de amostra do que será o resto do livro."

9. Fortalecer sua credibilidade


"Um escritor pode escrever o que quiser, desde que seja capaz de fazê-lo acreditar."

10. Seja disciplinado


"Eu acho que você não pode escrever um livro que vale a pena sem uma disciplina extraordinária."

11. Cuide da sua saúde citação 


"Para ser um bom escritor, você precisa estar absolutamente claro em todos os momentos da escrita e ter boa saúde. Eu sou muito contra a ideia romântica de que escrever é um ato de sacrifício, e que uma pior condição econômica ou estado emocional, melhor é escrever. Eu acho que você tem que estar em um estado físico e emocional muito bom. Criação literária para mim requer boa saúde." 

12. Trabalhe duro citação 


"Em última análise, a literatura nada mais é do que carpintaria. Ambos são trabalhos muito difíceis. Escrever algo é quase tão difícil quanto fazer uma mesa. Você está trabalhando com a realidade, um material tão duro como a madeira. Ambos estão cheios de truques e técnicas. Basicamente envolve muito pouca magia e muito trabalho duro. E como Proust, acho que ele precisa de dez por cento de inspiração e noventa por cento de transpiração."


Gabriel García Márquez (1927-2014) foi um escritor colombiano. Autor do livro “Cem Anos de Solidão” publicado em 1967. Recebeu o Prêmio Nobel de Literatura, em 1982, pelo conjunto da obra. Gabriel García Márquez nasceu em Aracataca, Colômbia, no dia 6 de março de 1927 e faleceu em 2014, aos 87 anos.



12 comentários:

  1. Oiiieee


    Conselhos valiosos que pode se aplicar à tudo, acho que disciplina é fundamental em qualquer meta além de uma meta bem planejada. Confiar na intuição ajuda muito também. e no caso especifico de escritores mesmo encontrar o tom é super importante porque quando um autor perde o rumo e exagera, ele estraga pra valer uma história que poderia ter sido muito boa.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Eu ainda não li nenhum livro do Gabriel, mesmo tendo comprado um deles não consegui um tempinho para lê-lo. Escrever sobre o que você sabe é o melhor conselho que ele poderia dar, mesmo as pessoas sabendo disso, algumas vezes esquecem...rs!

    Olá ane, tudo bem? Quando li o nome Icarus, logo pensei que teria um dedinho de mitologia grega na história, eu sou apaixonada por esse mundo mitológico, fiquei um pouco decepcionada ao perceber que não tem nada a ver, só o nome mesmo...rs!
    Gosto de livros que fazem releituras de filmes e outros livros também, espero que esse seja uma ótima recontagem da história e que me surpreenda,com certeza darei uma chance para ela assim que eu puder, mesmo eu estando fugindo das trilogias esse ano.

    Beijos e abraços
    http://resenhasdaviviane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Não tive contato ainda com a escrita do Gabriel, mas com certeza o cara sabia o que dizia né. Esses conselhos são extremamente importantes quando se almeja algo e não só na escrita. Mas no caso dos autores acho fundamental essa disciplina e não perder a linha de raciocínio.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  4. Gabo sem duvida alguma é um dos grandes escritores do mundo e desse modo seus conselhos são muito valiosos. Concordo com ele, o primeiro parágrafo é o mais importante, é ele quem prende o leitor e encaminha a narrativa. No mais, espero levar seus conselhos pra vida.

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Eu nunca li nada do Gabriel, mas tenho muita curiosidade. Gostei muito dos conselhos que ele deu e acho que são ótimas dicas para quem deseja escrever. Eu nunca pensei na possibilidade de me tornar uma escritora algum dia, mas achei os conselhos dele interessante e até me identifiquei com o oitavo. Sempre que vou começar a escrever, seja um artigo para a faculdade ou uma resenha nova no blog, o começo é o mais difícil. Depois que escrevo o primeiro parágrafo, tudo flui mais rápido.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Receber conselho de um autor como esse é algo que é indescritível, né?
    Eu não sou autora, mas tenho vontade de começar a fazer isso, o que é mais inspirador nessas dicas é que precisamos manter um pé na realidade e também acho que é necessário ser disciplinado :)
    Vou compartilhar, são dicas muitos valiosas.
    Beijos,
    https://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Dicas maravilhosas e valiosas. Algumas eu já tinha comigo há algum tempo, mas outras, apesar de a gente saber ser necessário, é completamente diferente depois de ler as palavras que mostram isso ainda mais claramente, né? Adorei o post e das dicas do autor.

    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Embora eu conheço o autor e suas obras, ainda não tive o prazer de ler algum de seus escritos. Achei as dicas interessantíssimas e foi muito bom poder acompanhá-las aqui no blog.

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Nunca li nada do Gabriel, até tentei mas não conclui a leitura. Falam muito bem dele e ele tem muito prestígio, acredito que essas dicas serão fundamentais para quem escreve.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. great post thanks for sharing,i like it.
    https://clicknorder.pk online shopping in pakistan

    ResponderExcluir
  11. Gabo é maravilhoso, leio tudo dele que me chega às mãos. <3
    não tenho pretensões de escrever mas se eu tivesse, certamente seguiria alguns conselhos desse maravilhoso autor :D
    bjs...

    ResponderExcluir
  12. Que post maravilhoso! Eu ainda não tive a oportunidade de conhecer a escrita do Gabriel, mas espero conferi-la um dia. Adorei as dicas, ótimas para aqueles escritores que gostariam de criar o seu primeiro livro.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!