Entre o glamour e o esgoto: Glitter, de Bruno Ribeiro

"Glitter" é o segundo romance do autor mineiro, radicado na Paraíba, Bruno Ribeiro e foi finalista dos prêmios Sesc de Literatura e do Kindle de Literatura em 2016. Sua publicação física saiu ano passado pela Editora Moinhos.


A obra em si pode vim a destoar de todas as histórias que você já leu. No enredo, acompanhamos três narradores assumindo a responsabilidade de contar as suas próprias histórias: de personalidade forte, temos a Eva de Castro, uma modelo que acredita já ter realizado tudo o que a industria da moda poderia lhe proporcionar e que por isso resolve se aposentar das passarelas. Em seguida Lana Almeida que seguiu a profissão de modelo mais pela pressão familiar do que o desejo próprio. Ela, de certa forma, viveu sob a sombra de sua irmã, que nasceu para brilhar nas capas das revistas mais badaladas de moda. Lana, para subir na vida assumiu um relacionamento abusivo com Guilherme Boaventura, o ex-marido que lhe trazia o glamour da fama em troca de agressões. Por fim, Viddi, o cineasta que realizou um filme polêmico e assume, juntamente com Boaventura, a tarefa de realizar um desfile a fim de revolucionar a industria de moda, um desfile que levará as modelos e seus idealizadores ao roll de estrelas, heróis memoráveis e dignos de inspiração; "É uma revolução em termos de moda e sociedade.". Para isso, um shopping é tomado e durante um ano vinte modelos se isolam do mundo com o intuito de se preparar para o grande dia, sendo esse um verdadeiro espetáculo de horror, sangue, morte e poesia, batizado então pelo nome de: La Poésie Vivant.
"A maioria das pessoas não entende que para conseguirmos visualizar a verdade que nos rodeia, ou quem somos, devemos descer até o esgoto. Entupir de chorume nossas traqueias e pulmões, adentrar em nossas cabeças deturpadas de mentiras. A verdade só aparece quando o desespero bate na porta."
Algo a se destacar em "Glitter" é a capacidade inventiva do autor em criar novas cenas, tanto de fácil visualização, com sua escrita limpa e sem pudor, quanto pela facilidade em nos dar algo bizarro, porém plausível. A tarefa de se manter três narradores distintos é ousada mas o Bruno Ribeiro conseguiu transmitir essas vozes tranquilamente.

Aqui o autor foge do obvio através da dualidade entre o grotesco e o trágico, o glamour e o esgoto, e nos entrega uma literatura original com a capacidade de incomodar qualquer leitor, não a troco de nada, mas levando a uma reflexão acerca do que somos levados a consumir e a troco de que essa industria produz. Vale tudo realmente?

São inúmeros os momentos em que, durante a leitura, é possível se pegar estranhando algumas das passagens ou descrições que os personagens fazem, já nos momentos das cenas de suicídio, é perceptivo o trabalho cuidadoso em fazer ligações das mortes com as causas que motivaram aquelas modelos (o que são diversas formas e diferentes) e de oferecer voz a quem passou pelo sofrimento resultando nos poemas declamados pelas mesmas. Do choque inicial do estranhamento passamos por uma certa condolência, uma coisa não justifica a outra, mas passamos a sentir aqui empatia por essas mulheres.

Claramente o livro traz uma crítica profunda ao mundo da moda. Há esse primeiro plano em que os personagens, com mais ênfase nas modelos, desejam se vingar pelos traumas adquiridos nesse meio,  são também essas as fragilidades usadas por mentes mais malignas. Os organizadores até escolhem uma maneira inovadora e totalmente oposta ao que seria considerado glamouroso e belo, no entanto, nem sempre as ações e ideias são interpretadas da maneira que foram concebidas e nesse mundo, onde parece haver uma falta de crítica, entra o segundo plano, onde as pessoas se deixam levar pelo novo, achando que se trata de mais uma moda a ser copiada/seguida e no fim o que se tem é a perca de sentido inicial que torna tudo considerado genial, mas no fundo efémero. Ideias doentias seguidas por pessoas que querem morrer inesquecíveis, afinal: "Ninguém quer morrer em um quarto vazio de hotel ou na casa dos pais com artrite. Queremos morrer no palco, nas luzes, na frente de todos aqueles que duvidaram de nós."




"Glitter" é um livro que você vai iniciar a leitura achando tudo muito louco, sentirá gastura, e passará por situações em que se questionará se realmente leu o que leu, porém, será difícil largar a leitura sem esperar chegar até a última página e quando esse momento chegar você continuará achando tudo muito louco e escroto, mas, assim como Lana, fingirá que não, mas lembrará de tudo e não poderá dizer que leu algo original.

x.x.x

Ficha técnica:

Título: Glitter
Autor: Bruno Ribeiro
Editora: Moinhos
Edição: 1
Ano: 2018
ISBN: 9788592579968
Gênero: Romance / literatura brasileira
Páginas: 200
Resenha de número: 426
Adquira seu exemplar aqui!

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário!

Tecnologia do Blogger.