A Gaiola Dourada, de Vic James

Abi Hadley fez descobertas interessantes sobre seus senhores. Serva de uma importante e impiedosa família real da Inglaterra, ela descobre segredos que podem ser tornar a chave para sua liberdade ou a morte certa. Enquanto isso, seu irmão Luke, sofre nas mãos da escravidão, tendo que trabalhar em uma das muitas cidades-fábricas que tornam sua vida mais brutal e desagradável a cada novo dia. Por esse motivo, ele consegue novos amigos que podem indicar o começo de uma revolução: uma guerra está para estourar e os aristocratas dessa Inglaterra opressora são o alvo. Dessa maneira, enquanto lutam em duas frentes diferentes, objetivando uma só coisa, tanto Abi quanto Luke firmam alianças impensadas em frente a uma realeza dotada de dons que quase os tornam deuses. Seriam eles capazes de mudarem seu destino?


Sem grandes novidades, o romance Vic James é um apurado de diversos outros elementos já visto em muitos e muitos livros de fantasia distópica que temos no mercado afora. ‘A Gaiola Dourada’, primeiro volume da trilogia ‘Dons Sombrios’ não tem muita personalidade, é um livro genérico, mas não se torna ruim ou repetitivo. Pelo contrário, o fato de investir muito mais nas brigas políticas e na parte distópica e cheia de traições, tornam sua leitura uma pedida deliciosa para os fãs de ‘A Rainha Vermelha’ ou outras séries de mesmo nipe.

Narrado em primeira pessoa por diferentes narradores, focando em Abi e Luke, a trama é bem desenvolvida e muito bem escrita. Vic James não possui uma escrita tão simples. Alguns momentos, ele beira o metafórico ou mais formal, e isso condiz muito com a personalidade de alguns personagens, mas sua distinção de um personagem para o outro é bem feita, e você consegue sentir empatia tanto por sua mocinha, quanto pelo mocinho. A cada novo capítulo, novas pistas são dadas sobre o foco central da trama e devo admitir, ele fez um estudo bem interessante sobre política. O enredo é totalmente focado em uma corte opressora e sem limites que não visa o bem estar de ninguém fora eles mesmo. E eu gostei especialmente disso. Livros com intrigas internas são mais interessantes do que qualquer guerra que outro autor possa falar, e nesse aqui, temos de sobra. Eu inclusive acho que a obra seria bem mais interessante se focasse apenas nesse aspecto, sem precisar ter uma minoria ou um apelo mais ‘Jogos Vorazes’. Seria um imenso diferencial para mim.


Meus problemas com esse livro começam justamente da metade para o final. O começo eletrizante prende o leitor a cada página, deixando você na curiosidade, mas da metade do livro em diante as coisas ficam mais mornas, e certos acontecimentos parecem atropelados. Eu pessoalmente achei. De maneira que eu não consegui me importar muito com nenhum personagem em particular. Para mim eram só peças dentro de um jogo e não fariam falta. O fato é que o mundo criado por James é grande, e ele não explica muito bem isso. Até mesmo os poderes não são bem explorados, assim como seus personagens principais não possuem tanta presença de espírito. Com Abi em particular tive uma relação de amor e ódio. Em alguns momentos eu torcia por ela, mas em outros ela me parecia mais uma menina mimada do que uma revolucionária em potencial.

Como se não bastasse, a fórmula de criar diversos plot twits para revirar o final do livro, também não foi bem empregada. Novamente alguns fatos ficaram forçados e apressados demais, deixando uma impressão bem negativa quanto a organização do autor de saber especificamente o que tratar. Ele começa muito bem, mas em determinado ponto parece se perder. A experiência com o livro me lembrou muito o primeiro volume de ‘A Queda dos Reinos’. Muito tema, muitos personagens, e pouco aprofundamento.


Sendo assim, ‘Gaiola Dourada’ não é uma série que me prendeu e não teve os melhores dos começos, mas apresenta potencial se em algum momento dos próximos volumes trouxer algum elemento mais seu. Por hora, é só mais um livro morno de fantasia que não vinga o hype que recebeu.

Ficha técnica:


  Título: A gaiola dourada
  Trilogia Dons Sombrios # 1
  Autora: Vic James
  Título original: Gilded Cage
  Tradução: Maryanne Linz
  Editora: Galera Record
  Edição: 1
  Ano: 2018
  ISBN: 9788501113993
  Páginas: 336
  Resenha: #410

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário!

Tecnologia do Blogger.