'13 Segundos', de Bel Rodrigues

Com uma linguagem jovem e leve, "13 Segundos" é um livro que nos faz pensar sobre questões sociais que envolvem as mulheres e como reagir diante do inesperado. Confiança, amizade, amor e a descoberta de si mesmo são temas encontrados e discutidos nessa empolgante narrativa adolescente.


Lola está no último ano do ensino médio e acabou de terminar o namoro. Embora ela saiba que foi a melhor escolha, "perder" alguém é sempre muito difícil.

Agora tudo que ela mais deseja é deixar os garotos um pouco de lado pra focar no canto, sua maior paixão, e aproveitar o máximo com suas amigas, criando memórias incríveis juntas. O último relacionamento dela exigiu muito de sua atenção, e com o passar do tempo ela começa a perceber que não estava em uma relação muito saudável.
"As pessoas já são maldosas naturalmente, mas na internet, atrás de monitor, elas parecem fazer questão disso; aproveitam o anonimato para criar coragem de acabar com a felicidade de qualquer um."
Superando tudo que passou, Lola só quer aproveitar para direcionar sua atenção para âmbitos de sua vida que ficaram um pouco de lado enquanto namorava, mas que ela percebe que precisam ser priorizados. Como a vida sempre nos prega algumas peças, de uma hora para outra o coral da escola é cancelado e a única saída de Lola é atender os pedidos da sua mãe e seus amigos que sempre insistiram para que ela criasse um canal no YouTube. Sem ter nada a perder, ela cria um canal de covers mais como um hobby e com a função de substituir o coral, porém desde o primeiro vídeo ela é surpreendida com um carinho enorme das pessoas.

Extremamente feliz com tudo que está acontecendo, correndo de um relacionamento sério e aproveitando cada festa do seu último ano, Lola conhece John, um garoto do Canadá que veio fazer intercâmbio no Brasil. Sendo um espírito livre, ele tem muita coisa em comum com nossa protagonista e a química entre os dois é notada de longe.
Lola está finalmente feliz como nunca antes: cercada por quem ama, com boas notas, amigas sinceras, e com um certo lance amoroso rolando, mas nada de compromisso ainda, ela se sente infinita.
" — Como pude deixar ele dominar tão bem meus sentimentos? Como pude entregar meu coração a uma pessoa tão pequena ? — questionei, mas sem querer ouvir as respostas.
— Lola [...] o seu coração está em boas mãos agora. Nas suas."
Mas então os 13 segundos aparecem para fazer a vida de Lola ruir. Tudo que está estava construindo, os sonhos que projetava, planos e ambições... Tudo destruído por causa de 13 segundos.

Um livro que me surpreendeu por seu teor tão crítico, o qual eu não esperava encontrar, mas que me deixou muito feliz, agradando-me demasiadamente.

A forma como a autora conduz os inúmeros temas propostos para um encaixe na vida dos personagens é bem interessante e o jeito simples de narrar deixa o livro super fluido.

Lola é uma garota que se doou bastante em seu último relacionamento e por isso tudo que ela quer agora, que o namoro acabou, é aproveitar ao máximo tudo que deixou de viver e se jogar na vida pra ser feliz.
Ela nunca havia percebido que o seu ex-namorado sugava dela tanto e até mesmo chegava a diminui-la, e sem perceber ou esperar que aquilo acontecesse ela acreditava que estava tudo bem. Se distanciar de algo para observar melhor é sempre bom, e quando o término acontece Lola percebe que sofria uma relação abusiva psicológica. Gostei de ver que a obra aborda essa perspectiva de abuso, pois sua discussão é tão importante quanto a do abuso físico e esse tipo de violência pode acontecer de uma maneira que as pessoas sequer percebem que estão sofrendo.
"As pessoas associam que viver intensamente era sinônimo de encarar aventuras e fazer o que tem vontade, mas, para mim, viver intensamente era aprender aos poucos e com coragem a se amar em um mundo que fazia questão que nos odiássemos."
A amizade permeia toda a narrativa e as amigas da Lola são maravilhosas e sinceras, algo raro de se encontrar.
Cada uma delas vive seus próprios conflitos, mas não pestanejam em abrir mão deles para ajudar alguma de suas amigas que precisam de um socorro. O apoio que elas se dão em toda e qualquer situação, seja numa escolha difícil ou uma decisão "besta", é simplesmente lindo! A união, o cuidado e o amor que elas sentem umas pelas outras, transcende o pessoal, mas sem perder a identidade individual de cada uma, gostei muito desse ciclo de amizade que a Bel criou.

Eu adoro enredos que falam de sonhos, pois meio que nos impulsiona a acreditar que nossos sonhos também podem acontecer.
Algo que me chamou a atenção nessa parte da história é o fato de que a Lola trabalhou duro sua vida inteira para alcançar seu sonho, ela sempre se dedicou ao canto e estudou para se tornar a cantora excelente que é. Sonhar é necessário, porém é preciso ir a luta, se dedicar ao seu sonho e trabalhar arduamente, para quando alcançá-lo o realizarmos com responsabilidade e com o nosso melhor. Temos o dever de sonhar, só não podemos cruzar os braços e esperar que tudo caia do céu, sem nenhum esforço nosso.

Em geral o livro me agradou bastante, mas algumas coisas infelizmente me incomodaram ao longo da narrativa. A inverossimilhança de conquistar seu espaço no YouTube foi uma delas, apesar de entender que o reconhecimento que ela tem no primeiro vídeo é por toda a dedicação dela, não achei muito legal e nem necessário, acredito que mostrar um crescimento gradual na internet seria bem melhor e mais real.

Adianto para vocês que um crime ocorrerá na trama, o que levanta discussões importantíssimas sobre o assunto, mas o criminoso fica impune. Isso mostra realidade ? Mostra, uma realidade que muitos já vivenciaram e muitos ainda irão vivenciar, só que temos uma advogada muito próxima da vítima e o responsável pelo crime não ficou muito claro, o que deixou um espaço enorme para milhares de coisas e o acusado não aparece em nenhum momento para se defender ou confirmar o crime, e nem sequer é citado que uma investigação esteja acontecendo, o que também me deixou bem chateado.
"Todo mundo erra, ninguém é passível de falhas e a melhor forma de demostrar arrependimento era mudando as atitudes."
Um dos pontos mais altos da trama para mim, foi a liberdade sexual feminina que permeia às páginas desse livro. Quem disse que mulheres não podem ter sexo casual ? Ir para balada e ficar com quantos caras quiser ? Beber o quanto desejar ? Mulheres são seres tão humanos quanto qualquer homem e não necessitam de regras sociais que imponha-lhes limites comportamentais.


A parte gráfica da obra está linda! A capa tem um acabamento fosco e uma textura aveludada com uma imagem que remete às raízes que nossos corações criam, eu amei. A diagramação está impecavelmente fofa, e junto com cada capítulo temos a indicação de uma música que monta uma bela playlist ao final do livro.

Uma narrativa jovem que abre nossos olhos para inúmeras discussões sociais. "13 Segundos" é um livro que abarca um misto de sentimentos que culminam no amor próprio que precisamos ter     e na luta por nós mesmos, afim de conquistar o nosso lugar no mundo e afirmamos nossa identidade.

Ficha técnica: 

  Título: 13 Segundos
  Autora: Bel Rodrigues
  Editora: Galera Record 
  Edição: 1 
  Ano: 2018 
  ISBN: 9788501114990
  Gênero: Romance jovem-adulto brasileiro 
  Páginas: 304
  Resenha: #406

Avaliação: 

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário!

Tecnologia do Blogger.