'A história do Cinema Para Quem Tem Pressa', de Celso Sabadin

     A coleção da editora Valentina “Para quem tem pressa” traz temas relevantes de forma descontraída e didática para aqueles que querem uma base sobre os mesmo. Trata-se de uma coleção com livros curtos, mas bem embasados, e que vale se tornam um norte para um maior aprofundamento do assunto. É o caso do livro "A história do Cinema Para Quem Tem Pressa", escrito pelo crítico de cinema Celso Sabadin. O livro conta toda a trajetória do cinema, desde seu surgimento até os dias atuais.


     Os momentos históricos são contextualizados cronologicamente, de forma clara e direta. Ficamos cientes do surgimento do cinema e a sua evolução ao longo dos anos, iniciando nas imagens em movimento, passando pelos famosos irmãos Lumière, Méliès e Pathé, os grandes nomes dos primórdios. Sem deixar de lado gêneros e movimentos como Impressionismo, Surrealismo, Expressionismo, Realismo, Neorrealismo, Cinema Novo Brasileiro, Realismo Poético Frances, Neorrealismo Italiano, entre outros. Ligado a esses movimentos, o autor vai inserindo o surgimento dos grandes estúdios mundiais como a Universal, Paramount, Columbia e até mesmo a grande Hollywood e as premiações.

     O que mais chama a atenção na escrita do Celso Sabadin, além de ser precisa nas descrições, é o fato de estar aliada a um bom conhecimento de mundo, dessa forma, seu leitor também toma conhecimento do que está acontecendo ao redor do mundo e em que esses fatos influenciaram na chamada Sétima Arte e é bem clara a força que os conflitos bélicos causaram nesse movimento como transformações estéticas e dificuldades dos produtores se adaptarem ao novo, que como camaleões tinham que se adaptarem as demandas do mundo.

 
     O foco central da obra está nos Estados Unidos e um pouco mais na Europa, dada a proposta do livro, séria impossível abarcar mais de um século de cinema, porém, o autor num dos últimos capítulos consegue trazem um panorama mundial com o que ele considera ser informações importantes acerca de outras regiões do mundo, e tece comentários sobre o cinema japonês, chinês, indiano, nigeriano, iraniano, sul coreano e a retomada brasileira.

    Os filmes indicados pelo Sabadin são em sua maioria clássicos ou filmes consagrados, sendo assim, cada movimento cinematográfico, ou pais, é acompanhado de inúmeros filmes que podemos assistir como exercício para praticar o que foi visto teoricamente.

   É explicito e oO autor deixa claro que aqui estão informações básicas, mas importantes sobre a história do cinema e salienta a impotência de se navegar mais afundo nessas águas. Ao fim da obra, no deparamos com inúmeras páginas de referências bibliográficas, além das preciosas indicações cinematográficas que o Sabadin vai dando durante as explicações. 


A história do Cinema Para Quem Tem Pressa é um livro de leitura prazerosa e cheia de informações interessantes que espantam a preguiça de qualquer leitor. Já a edição da Valentina conta com uma diagramação agradável, cheia de ilustrações com fotografias dos filmes referentes.


Ficha técnica


Título: A História do Cinema Para Quem Tem Pressa
Autor: Celso Sabadin
Editora: Valentina
Edição: 1
ISBN: 978-8558890663
Gênero: Não-ficção / história do cinema
Ano: 2018
Páginas: 200
Resenha de número 403

Avaliação:


Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário!

Tecnologia do Blogger.