A Clarice Lispector jornalista em 'Entrevistas'

     Clarice Lispector teve uma carreira jornalística e produziu para jornais, embora não tenha tido a formação acadêmica, coisa que não é exigida na profissão e que é um tema para outro debate. Fato é que a Clarice aceitou na década de sessenta a atividade para aumentar o orçamento, já que vida de escritor não rende tanto.

     Em Entrevistas, a orgamizadora Clair Williams reúne 42 das principais entrevistas que a autora Clarice Lispector realizou durante o período em que produziu para veículos de comunicação como a revista Manchete e a revista Fatos & Fotos. Sendo 19 delas inéditas. Assim, a autora viajou e visitou muitos lugares para coletar as informações diretamente com os seus entrevistados, como a sua visita ao sítio de Jorge Amado, na Bahia, onde ele se isolara com sua esposa Zélia Gatai para fugir um pouco da correria, mas que mesmo assim recebeu e respondeu as questões de Clarice. E sua ida a Vila Isabel, para conhecer a sambista Isabel Paiva.

     Como repórter, Clarice deixava de lado quaisquer formas de se colocar ausente da entrevista, mostrando que sua veia jornalística é parcial e que dificilmente conseguiria não o ser. Quem ganha duas vezes é o leitor com as falas dos seus entrevistados e as de Clarice inseridas em meio às respostas e perguntas. Uma maneira de conhecer as questões que a autora buscava respostas e também conhecê-la, pois Clarice se mostrava cheia de afetos, brincalhona, amorosa e amiga de acordo com a figura entrevistada.
    Suas perguntas estavam por muitos momentos ligados às questões de subjetividade, interessada por vezes nos processo criativos: de onde vem à inspiração? O que é amor? Acredita-se em reencarnação? Entre outras em que ela mesma chega a confirmar a dificuldade de respondê-las. “Fiquei previamente com pena de lhe fazer perguntas que eu mesma não saberia responder.” Mas ela também era uma mulher atenta, e isso se mostra na maestria com que entrevistou pessoas de diversas áreas como literatura (seu ambiente), o esporte, as artes plástica, arquitetura, música e artes cénicas.

     Nas apresentações das figuras, ela optou por não fazer uma apresentação tradicional, e deixou uma coisa mais pessoal, mostrando a beleza do entrevistado, o estado de espirito, como se deu a conversa ou algo do gênero. Isso porque, essas pessoas já eram demasiadamente conhecidas.

     Entrevistas é um deleite para os amantes de Clarice Lispector e para os interessados em conhecer um pouco mais sobre o que a própria queria saber, entre outros, sobre Elis Regina, Lygia Fagundes Telles, Tom Jobim, Oscar Niemeyer, Carybé, Pablo Neruda, Chico Buarque, Ferreira Gullar, Érico Verismo, Rubem Braga, Zagallo e Fernando Sabino.

Ficha técnica

 Título: Entrevistas
 Autora:  Clarice Lispector
 Editora: Rocco
 Edição: 1
 Ano: 2007
 ISBN: 9788532520883
 Gênero: Entrevistas
 Páginas: 230

Avaliação: 


Resenha de número 388


Até logo!

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário!

Tecnologia do Blogger.