Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
0

Resenha #349: Como Falar Com Garotas Em Festas - Neil Gaiman, Fábio Moon & Gabriel Bá


TítuloComo Falar Com Garotas Em Festas
Autor: Neil Gaiman
Ilustração: Fábio Moon & Gabriel Bá
Editora: Quadrinhos na Cia.
Edição: 1
ISBN: 8535929657
Gênero: História em quadrinho
Ano: 2017
Página: 80
Adquira seu exemplar aqui!

Avaliação: 






Resenha


Vic e Enn são dois jovens estudantes de uma escola só para meninos no sul de Londres da década de 1970. Enn  não levam tanto jeito com garotas, enquanto Vic é mais despojado nesse sentido. É perceptível essa segurança de um em relação a falta no outro. Até que a notícia de uma festa os levam a uma casa e a um estranho grupo de garotas belas, atraentes e misteriosas. Esse encontro vai marcar para sempre as vidas dos dois amigos.

Como Falar Com Gatoras Em Festas é um quadrinhos baseado no conto homônimo escrito pelo conhecido autor Neil Gaiman. O roteiro não é mirabolante, pelo contrário, traz uma história simples, sem grandes desenvolvimentos e que deixa dúvidas e ambiguidades na cabeça do leitor.  A leitura é muito leve e rápida, até porque trata-se de um livro curto que mal permite nos envolver, já que quando começamos a nos conectar, a HQ acaba.

A obra traz essa mensagem bem exaltada do belo exterior nem sempre ser o mesmo do interior, e que embora as aparências atraiam, por dentro as pessoas escondem segredos que podem doer na alma. 

O traço é o já conhecido dos irmãos gêmeos. Aqui, em contrapartida ao Dois Irmãos, as ilustrações recebem cores em aquarelas vibrantes e fortes, dando vida e beleza as imagens. Está realmente maravilhoso nesse quesito.
Confesso que adaptação ficou muito pungente ao conto, e que traz toda a sua essência obscura e intrigante. O final pode parecer confuso e nada desenrolado, mas é onde abre espaço para que a mente do leitor viagem em pensamentos. Para quem gosta de leituras estanhas e incomuns, recomendo!


Até logo,
Pedro Silva!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!