Novo livro de Oscar Nakasato sairá pela Tordesilhas



O premiado autor Oscar Nakasato, que recebeu o Jabuti de 2012 de melhor romance com "Nihonjin", lança seu mais novo livro intitulado "Dois" pela editora Tordesilhas. O livro traz em seu enredo uma história de drama familiar mesclados com a escrita sensível de Nakasato. A narrativa fica por conta de dois irmãos já idosos com enfoque em pontos da vida defamília.


Capa do novo livro

Dois, de Oscar Nakasato


Zé Paulo é conservador e metódico; Zé Eduardo é irrequieto e instável; são irmãos, mas jamais se sentiram assim. Enquanto a narrativa coloquial do primeiro revela preconceitos e julgamentos, a do segundo se caracteriza pelas reflexões de uma pessoa que já não se reconhece na própria família. Zé Paulo vive em Maringá, onde se casa e tem três filhos. Zé Eduardo parte para São Paulo, onde luta contra a ditadura, é perseguido e acaba exilado. Quando retorna ao Brasil, procura o irmão, mas a aproximação é impossível. Na leitura deste romance, Oscar Nakasato nos leva com a sensibilidade de sua escrita a vivenciar as alegrias e dores das relações familiares.

Dois é uma história dramática que mergulha fundo nos segredos que aproximam e separam uma família. Seus personagens são marcantes e despertam no leitor uma sensação de “ame ou odeie”, sem que seja possível sentir qualquer dessas coisas por completo. Zé Paulo é, ao mesmo tempo, egoísta e um homem de família; Zé Eduardo é, ao mesmo tempo, compreensivo e imaturo. É impossível que o leitor escolha um lado, não há vilões ou mocinhos, apenas dois irmãos que não se reconhecem na própria família.

Você pode conferir um trecho aqui: Dois




SOBRE O AUTOR:
divulgação
Oscar Fussato Nakasato é brasileiro, neto de japoneses. Nasceu em
Maringá, PR, mas morou no sítio da família no município de Floresta até completar 8 anos. Atualmente reside em Apucarana, e é professor na Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Foi colaborador do Caderno Ilustrada da Folha de São Paulo, com resenhas críticas sobre literatura japonesa. 

Graduou-se em Letras na Universidade Estadual de Maringá. É mestre em Teoria da Literatura e Literatura Comparada e doutor em Literatura Brasileira pela Universidade Estadual Paulista. Em 1999 foi premiado com os contos “Olhos de Peri” e “Alô” no Festival Universitário de Literatura, promovido pela Xerox do Brasil e Editora Cone Sul, que os publicou com outros três em um volume que se chamou Contos. Em 2003, foi vencedor do Concurso Literário da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná, Prêmio Especial Paraná, com o conto “Menino na árvore”, que também foi publicado com outros contos e poemas premiados no mesmo concurso. 

vencedor do Jabuti 2012
Em 2010, publicou sua tese intitulada “Imagens da integração e da dualidade: personagens nipo-brasileiros na ficção” pela editora Blücher. 

Em 2011, seu romance Nihonjin venceu o Prêmio Benvirá de Literatura e foi publicado pela Editora Saraiva. No mesmo ano, o romance dividiu o Prêmio Bunkyô de Literatura em língua portuguesa com Contos do Sol Nascente, de André Kondo, e Retratos japoneses no Brasil, organizado por Marília Kubota. 

Em 2012, Nihonjin venceu o Prêmio Jabuti, na categoria Romance. Em 2016, o autor foi um dos representantes do Brasil na Feira do Livro de Gotemburgo, na Suécia.

Nenhum comentário:

Obrigado pelo seu comentário!

Tecnologia do Blogger.