Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
0

Resenha #332: Angus - Orlando Paes Filho

Título: Angus - O Primeiro Guerreiro #1
Autor: Orlando Paes Filho
Editora: Novo Conceito / Novas Páginas
Edição: 1
ISBN: 9788581638515
Gênero: Fantasia
Ano: 2017
Páginas: 368

Adquira seu exemplar Aqui!


Avaliação: 




Resenha


      Angus MacLahlan é um jovem guerreiro Nórdico que acompanha seu pai , o Grandioso Sewulf , em todas as batalhas, afim de ganhar uma oportunidade e mostrar para todos o quanto ele também é um bom guerreiro. Sewulf comanda as tropas nórdicas com força e poder , conquistando assim muitas terras e vencendo inúmeras batalhas , sempre temido por todos.
     Mas uma traição muda bruscamente o destino de Angus , após seu pai ser morto covardemente por Ivar , ele se vê obrigado a fingir para salvar sua vida. 
   
  Sem saber para onde ir ou o que fazer, Angus encontra um lugar seguro junto com os monges que o nsinam a vontade de Deus e o transformam em um soldado Cristão. 
     Depois de anos recebendo as lições daqueles monges, Angus parte para alcançar sua vingança: destruir aquele que um dia matou seu pai. Dessa forma ele terá que vencer guerras e destruir milhares de invasores  nórdicos até que consiga chegar a Ivar matá-lo sem hesitação. 
“Aquela era minha missão, que eu já tomava como aceita e previamente cumprida, se estivesse ao meu alcance...A chance tinha chegado.” (Pág 230)
    Para finalmente consignar o que tanto deseja , Angus terá que vencer muitos inimigos, e principalmente a si mesmo. 
Um livro sobre descobertas, mudanças , persistência e coragem , acrescida de cenas épicas de batalhas , descritas de forma sem igual. 
"Angus - O Primeiro Guerreiro" não foi uma leitura que me agradou tanto quanto eu esperava. Infelizmente, o modo de narrar do autor e a forma como os acontecimentos vão acontecendo, de forma bastante lenta , não me conquistaram nem um pouco. 
O livro tem muita descrição , com capítulos e parágrafos (que às vezes ocupam quase uma página inteira) enormes, e até conseguirmos entender o que está acontecendo com o protagonista, umas boas 200 páginas já tem se passado.
“Eu já sentia necessidade de seus ensinamentos, uma vez que tinha me acostumado a receber aquela sabedoria tão rara e entregue a mim com tamanha generosidade. Era como uma taça que nunca se esvaziava e da qual eu podia beber sempre, não importa qual fosse o tamanho da minha sede” (Pág 151).
     Mas como toda leitura é válida de alguma forma, vou falar sobre os pontos da narrativa que mais gostei. 
     A determinação de Angus é incrível e quase que inspiradora. Ao sentir que é necessário vingar seu pai, ele não hesita em dedicar-se dia após dia em treinamentos , físicos e espirituais, para com alcançar seu objetivo. Sem dúvida ele apresenta uma força de vontade que todos nós deveríamos ter diante dos nossos sonhos e anseios. 
     O teor histórico que a obra apresenta é incrível. É perceptível que o autor pesquisou bem , antes que escrever, fatos importantes da humanidade, os nomes e a minuciosa descrição dos objetos e lugares, sem contar com as grandes navegações para conquistar novas terras e da guerra  entre pagãos e cristãos. Com certeza o autor se saiu muito bem nessa parte.
     A narrativa ainda traz ilustrações fantásticas , que descobri ao final que são do próprio autor. As figuras são bem trabalhadas e com a pegada medieval da obra , enriquecendo de forma ímpar a narrativa. 
     Fãs de RPG e amantes de literatura medieval, irão se encantar com esse livro, e as batalhas épicas descritas não serão jamais esquecidas.

Resenhado por: 
Ítalo Bernardo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!